sábado, 27 de outubro de 2012

O sonho acabou

Joinville e América-MG jogaram nesta tarde de sábado, na Arena. Os dois time tinham em comum um só objetivo: vencer. A única maneira de manter vivo o sonho do acesso. O que poderia supor um jogo aberto. E foi isso que aconteceu. Várias chances criadas, e uma partida com quatro gols. Que acabou com o sonho de ambos em relação ao acesso.

Primeiro Tempo

Logo aos 5', o Joinville abriu o placar. Em cobrança escanteio, Leandro Carvalho desviou e Aldair completou para o fundo do gol. A alegria da torcida durou pouco. Aos 10', após bobeada coletiva da defesa tricolor, Rodrigo Heffner recebeu livre dentro da área, chutou forte, Ivan ainda defendeu, mas a bola bateu no travessão e no rebote, Fábio Júnior completou. Aos 16', Ewerthon recebeu livre na grande área, girou batendo, no canto, sem defesa para o goleiro Ivan. A pressão que já era grande, só aumentou. Ricardinho e Lima eram os mais criticados. Aos 20', Dirceu cabeceou livre, exigindo grande defesa de Ivan. Apenas aos 41', Neneca foi exigido novamente, após escanteio, Jussani cabeceia forte, o goleiro americano com puro reflexo espalma a bola para a linha de fundo. E a primeira etapa terminou assim.

Intervalo

No intervalo, o técnico Marcelo Serrano colocou Marcinho para a saída  de William, apesar de ter errado alguns passes, não merecia sair. Ricardinho, assim como Jaílton, estavam pior na partida.

Segundo Tempo

O JEC começou os últimos 45' na pressão. No primeiro minuto, Marcinho carrega a bola pela esquerda, bate cruzado, no rebote, Eduardo chuta forte, mas a defesa americana salvou em cima da linha. O jogo, assim como na primeira etapa, continuava franco. Aos 15', Eduardo faz bela jogada pela direita, dribla três jogadores, invade a área e chuta forte. Belo gol. Ensaiava-se uma pressão. A torcida acordou com o empate. Aos 27',  Marcinho arriscou de fora da área, um chutaço. Neneca, novamente, fez uma bela defesa. No minuto seguinte, Aldair faz outra boa jogada. O atacante cruza, Ricardinho, livre, na pequena área, chuta fraco. Aos 33', Rodriguinho avança livre e chuta para a excelente defesa. Após isso, nada de importante aconteceu.

Como dito no começo, adeus série A. O importante, agora, é fazer um bom planejamento para o ano seguinte. Escolher os jogadores que podem render o esperado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário