quinta-feira, 1 de novembro de 2012

O Maior Clássico de SC: Criciúma x JEC

Neste sábado (3), em Criciúma, o Tigre enfrentará o Coelho pela 34º rodada da série B. Com 68 pontos, o time do Sul do estado precisa de mais três para conquistar o acesso. Entretanto, o tricolor do Norte catarinense tem mínimas chances de ascender à primeira divisão. Há 9 pontos do G4, o pensamento tanto da diretoria como dos torcedores é o planejamento para a série B do próximo ano.

O Joinville terá um desfalque. Glaydson sentiu a coxa, após uma dividida com Viana, e não jogará. O atacante Lima, teve um desconforto muscular e não participou dos treinamentos, porém irá para o jogo. O técnico Marcelo Serrano ainda não definiu o time. Na atividade desta tarde (1), ele experimentou o time no esquema 3-5-2. Aldair que foi titular diante do América-MG, treinou como reserva, nesta quinta-feira (1). Em seu lugar jogou o meia/atacante Marcinho. A definição do time titular deve ficar para o dia do jogo.

O Tigre não contará com o técnico Paulo Comelli à beira do gramado. O comandante do vice-líder do campeonato foi suspenso por dois jogos. A novidade no time titular pode ser o meia Valber. O jogador volta de contusão e tem chances de começar entre os onze selecionados. O time do Sul do estado conta com Zé Carlos, artilheiro da série B com 25 gols. Lucca, destaque da equipe, é desfalque importante para a partida de sábado. Em seu lugar devereria entrar Rodrigo Tiuí, Entretanto, o jogador foi afastado por indisciplina. No seu lugar jogará o atacante Lins. 

Criciúma: Douglas; Eric, Nirley, Matheus Ferraz, Marlon; França, Diego Oliveira, Giovani Augusto e Valber; Lins e Zé Carlos.

JEC: Ivan; Maurício, L. Carvalho, D. Jussani; Glaydson, Ricardinho, Jaílton e William; Marcinho e Lima.

Arbitragem: Sandro Meira Ricci (MG); Carlos Berkenbrock (SC) e José Roberto Layord (SC).

Transmissão: Band, RBS TV e Premiere FC.



                                      História do Clássico
São 177 jogos na história. O JEC tem 60 vitórias, contra 58 vitórias Criciúma e 59 empates. Ao todo os dois time fizeram sete finais de Catarinense: 1980/81/82/87/87/01 vencidos pelo JEC. Já o Criciúma venceu apenas duas finais: 1989/90. As duas maiores goleadas (4 gols de diferença) acontecerão no Catarinense de 2002: Criciúma 5 x 1 JEC // JEC 6 x 2 Criciúma. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário